A Roda da Vida - Blog Marta Eunice - Marta Eunice Real

Compre O Livro comigo e receba pela Amazon

21/08/2020

A Roda da Vida - Blog Marta Eunice

A colheita é sempre maior do que a semeadura. O fruto que se colhe é sempre maior do que a semente que se plantou."

(Gustavo Lacerda)

Estamos vivendo no piloto automático  e deixamos de lado outros aspectos muito importantes de nossa vida. É muito comum acabar negligenciando alguns setores da vida.  Família, saúde, finanças, relacionamentos afetivos e bem-estar etc..Porém é o alinhamento e a congruência entre todas as partes de nós, que realmente nos ajuda a construir a prosperidade, o sucesso, a paz interior e a felicidade que tanto buscamos e merecemos ter.  

O primeiro passo para a transformação é a autoanálise e identificação das áreas sobre as quais é preciso trabalhar para melhorar.

E é nesse momento que apresento-lhe (caso ainda não conheça)a ferramenta mais conhecida , praticamente onipresente no coaching da vida (lifecoaching), DESENVOLVIMENTO PESSOAL, Crescimento pessoal ou autoajuda

Também utilizada no coaching de carreira e em empresas sob a forma de “Roda de Competências“, é sempre uma ferramenta oportuna para iniciar um novo atendimento.
É para mim o melhor ponto de partida para definir metas, traçar objetivos, nos permite uma visão amplificada para iniciar qualquer ciclo em nossa vida.
Sendo assim é praticamente unanimidade :


O que é Roda da Vida?

A Roda da Vida. Trata-se de uma das mais difundidas ferramentas de avaliação pessoal. O método é baseado em um reflexão sobre as áreas fundamentais da nossa experiência diária, como relacionamentos, qualidade de vida e outros.

Esse instrumento teve suas origens na década de 60, criado pelo americano Paul J. Meyer. Ele tornou-se famoso por seus trabalhos e livros na área de motivação um pioneiro na área do desenvolvimento pessoal e profissional, e fundador do Success Motivation Institute.

Os pilares da sua filosofia são o desenvolvimento pessoal e o cumprimento de objetivos, a adequada gestão do tempo e o desfrute dos êxitos. Contudo, a origem da representação gráfica das áreas vitais remonta ao budismo, onde existe a roda da vida do budismo tibetano ou roda do karma.

Roda da vida: livro


É importante não confundir esta técnica de coaching com a roda da vida de Elisabeth Kübler Ross. Embora ambas possuam o mesmo nome, são independentes e se referem a âmbitos diferentes, pelo que não existe relação entre elas. O livro da roda da vida é o título do livro dessa autora e psiquiatra suíça que, desde uma perspetiva espiritual, aborda a temática da morte através do relato da sua experiência com pessoas com doenças terminais.Elisabeth Kübler-Ross foi uma médica à frente de seu tempo, responsável por mudar a forma como o mundo enxergava a morte. Através de seus vários livros e muitos anos de trabalho dedicados a crianças, pacientes com aids e idosos com doenças terminais, ela trouxe consolo e compreensão para milhões de pessoas que tentavam lidar com a própria morte ou com a de entes queridos. Nesse emocionante relato, a médica conta a história de sua vida e aprofunda sua verdade final: a morte não existe. No entanto, nesse livro não existe qualquer referência ao exercício de análise pessoal que abordamos no presente artigo. É Um livro muito interessante porém não se trata de DESENVOLVIMENTO PESSOAL, Crescimento pessoal ou autoajuda


Voltando a assunto...


Entrando no Fluxo

No Universo tudo é energia , tudo é vibração e tudo está em movimento. A Roda da vida nos conecta com o fluxo do Universo. 

É preciso deixar a roda girar e para isso deve-se haver equilíbrio em todas as áreas  para enfim, talvez,  alcançarmos a realização pessoal e a felicidade plena. E uso o talvez aqui pois, sem ação não há transformação. Querer não é poder. Agir é poder.


É Preciso coragem para vencer a autossabotagem , sair da zona de conforto, reconhecer crenças e vencer medos. Ou seja é para quem realmente quer mudar o percurso de suas vidas. Para mim de fato,  a visão ampla que a Roda da vida nos dá é maravilhosa para começarmos a escrever uma nova história. Uma vida com mais amor, realizações, conquistas e acima de tudo mais significado.

Somos centelhas divinas, Deu age através de nós. Por isso é importante saber o que quer, trabalhar com amor e dedicação para realizar seus sonhos, fazer as adaptações necessárias, mantendo sempre Autoconfiança.

Criando sua Roda

Desenhe ou imprima a Roda da vida, nessa postagem você encontra muitos modelos. 

1. Representar cada área em círculo

Em primeiro lugar, é necessário desenhar um círculo e dividi-lo em diferentes segmentos ou porções que representam as diferentes esferas vitais. Não existe um número estabelecido e fixo sobre as divisões que deve possuir, você pode modificá-lo, adicionando e removendo secções de acordo com a sua preferência.

No entanto, existem 8 áreas básicas a analisar:

  • Crescimento pessoal
  • Família
  • Saúde
  • Amizade
  • Trabalho ou estudos
  • Economia
  • Relações amorosas
  • Lazer

Eu particularmente prefiro o modelo com 4 seções e 12 áreas, acho mais abrangente e como se trata de mudar o percurso da vida quanto mais amplo melhor.

O Modelo abaixo é o meu queridinho.Pinte para possuir uma representação visual



NESTE PONTO PARE PARA DESENHAR OU IMPRIMIR SUA RODA DA VIDA(CLIQUE NA IMAGEM OU A IMPRIMA)




 Avaliando sua roda da vida


Hora de dar as notas:

2. Pontuar cada área

Como pontuar a roda da vida? Escolha uma pontuação para cada um dos aspectos traçados de acordo com o grau de satisfação que sente em relação a ele. A pontuação varia entre o número 1 e 10, sendo 10 a pontuação máxima. Quanto mais baixa for a pontuação, mais se aproxima do centro e, quanto mais elevada , mais próxima da margem e do nome da área, ou diretamente no limite quando obtém a pontuação mais alta.

Importante:

· Seja sincero em suas respostas, desta forma você saberá exatamente onde se encontra;

· Com o resultado final você saberá onde precisa de mais de atenção para se sentir realizado e

satisfeito com a situação que se encontra;

· Realize uma reflexão para saber exatamente como está a sua vida e definir para onde deseja

seguir em cada aspecto. E principalmente, quais são suas prioridades, principais interesses e

que pontos importantes está anulando e impedindo desta forma o seu desenvolvimento;

· Algumas pessoas sugerem que cada esfera ou parte do gráfico tenha no mínimo 60% de

satisfação, mas não existe uma regra, pois é muito pessoal. Ressalto que é preciso existir

equilíbrio e harmonia entre os aspectos;

· Mas é importante ressaltar que sempre precisamos de modificações e evolução. Ao

identificar qual área possui deficiências, é possível traçar um planejamento eficaz que o

ajudará a trabalhar esse aspecto que está deficiente;


Como funciona a Roda da Vida e as 12 áreas da roda da vida

Tradicionalmente, a roda da vida possui 12 setores para avaliação. Eles podem, no entanto, ser substituídos dependendo do objetivo do exercício. À seguir, conheceremos um pouco melhor quais são essas 12 áreas e como podem ser trabalhadas:

O Nome original é roda da vida, porém muitos usam diversos nomes (roda da ação, roda da cocriação, mapa da vida etc)mas, o que importa mesmo é avaliar as 12 áreas. 12 pilares extraordinários de nossas vidas.

A estrutura da roda da vida pode ser comparada com um gráfico de pizza. O círculo é fatiado em partes, que representam cada área fundamental da vida. Oferece para aquele que a utiliza uma visão mais sistêmica de sua vida, permitindo que leve em conta alguns dos aspectos mais relevantes e que necessita de mais atenção.

O número de áreas varia muito: o círculo pode ser dividido entre oito, dez, doze ou mais categorias. Cada uma dessas partes será dedicada a um setor da vida. A pessoa deverá, então, determinar seu nível de satisfação com cada uma dessas áreas.

Roda da Vida – Tríade Pessoal

1. Saúde e disposição (Pessoal)



Essa parte da roda diz respeito a sua situação de saúde atual. Aqui deverão estar inclusas avaliações sobre a saúde física, mental e emocional. Esse setor também leva em conta os níveis de disposição e motivação.

Se você apenas trabalha e trabalha e nunca encontra um tempo para cuidar de sua saúde física e mental, com certeza sua Roda da Vida vai revelar isso. Cuidar do seu bem-estar é fundamental para que tenha sempre energia, ânimo, fôlego e motivação para enfrentar sua rotina na empresa ou em casa, sem que tudo isso tudo engula você. O corpo fala e dá sinais de quando algo não vai bem. Quando ignoramos isso, colocamos em risco a nossa saúde e, consequentemente, nossa capacidade de realização. Ao identificar o nível de atenção que você tem dado a este quesito, poderá tanto reavaliar seus comportamentos como manter o que está dando certo.como está o seu peso? E a saúde como um todo? Será que não existem excessos muito frequentes? Avalie o cuidado que você tem com sua saúde de uma forma geral, realizo exames periódicos? A forma como me alimento? Exercito o meu corpo? Descanso o suficiente? O mais importante, será que busco informações atualizadas para efetivamente ter saúde?



2. Desenvolvimento intelectual (Pessoal)

Aqui será avaliada a sua satisfação com o quanto você sabe e o quanto tem aprendido. Exercitar sempre o intelecto, afinal, ajuda a manter o foco e desenvolver novas habilidades que serão necessárias no seu caminho para o topo.

Consiste em analisar, de 1 a 10, o seu nível de investimento atual em seu desenvolvimento intelectual, sua abertura a novos aprendizados, experiências, estudos e conhecimentos. Tanto para o crescimento na carreira, como para o amadurecimento pessoal, investir neste quesito é essencial para que se aprimore como ser humano e aprenda a lidar com mais inteligência e sabedoria com seus desafios e escolhas.

qual o tempo que você investe em sua educação tanto no aspecto profissional como no seu desenvolvimento pessoal? Será que o seu conhecimento é satisfatório? Não haveria possibilidade de melhorar? Qual o grau de satisfação com sua vida acadêmica, por exemplo?



3. Equilíbrio emocional (Pessoal)

Trata-se de uma avaliação sobre o quão equilibradas estão suas emoções durante o dia ou se você experimenta muitas oscilações. Principalmente, é importante refletir se você lida bem com suas emoções (positivas e negativas) e consegue mantê-las sob controle, evitando explosões, por exemplo.De 1 a 10, quanto os acontecimentos afetam suas emoções? Já parou para refletir sobre como tem reagido às situações do dia a dia e a forma como tem lidado com elas? Pois bem, essa é a hora de pensar sobre isso e de aprofundar seu conhecimento sobre os sentimentos que dominam sua vida.

Quando falamos em equilíbrio emocional estamos falando do modo como lida com seus desafios, conflitos, inseguranças e situações adversas, pois a sua reação nestes momentos revela muito sobre sua qualidade de vida. Quanto mais equilibrado, melhor será o controle das emoções nocivas, utilização das positivas e tomada de decisão. Já se isso não estiver em sintonia pode levar você a agir por impulso, com descontrole e sofrer com problemas que podiam ser evitados.

Roda da Vida – Tríade Profissional


4. Realização e propósito (Profissional)

Falando sobre sua profissão, o quanto você se sente realizado? Esse setor avalia seu senso de propósito e realização profissional, se você está feliz com seu ramo de atuação e emprego atual e se ela é condizente com seus valores e projetos de vida.

Agora, olhando para dentro de você, de 1 a 10, o quanto seu trabalho atual está verdadeiramente conectado com sua essência e com seu propósito de vida? O propósito é o que nos faz levantar todos os dias motivados a ir além, a dar o nosso melhor e a fazer a diferença no mundo. Quando trabalhamos sem esta conexão maior, acabamos automatizando nossas ações e deixando de reconhecer o nosso poderoso papel de transformação seja em nossa vida, seja na vida do outro.  Analise sua Roda da Vida e, com base nisso, procure tanto fortalecer seu propósito, caso já tenha um, como buscar ferramentas para te ajudar a encontrar sua razão verdadeira de ser e de existir, ou seja, a sua missão. Uma boa dica é utilizar o Coaching!


5. Recursos financeiros (Profissional)



Como está o setor financeiro na sua vida? Você sente que está ganhando dinheiro o suficiente para manter seu padrão de vida e investir na sua auto melhora? Os seus ganhos financeiros estão compatíveis com as suas habilidades e entrega de valor à sociedade? Todos esses fatores deverão ser avaliados nesta seção.Embora este não seja o único objetivo, o fato é que todos trabalham com o intuito de promover recursos financeiros que garantam condições básicas de sobrevivência. Por isso, quando nossa profissão ou emprego não são suficientes para o provimento do dinheiro que precisamos para pagar nossas contas, adquirir determinados produtos, serviços e bens e realizar os nossos sonhos, acabamos ficando bastante descontentes. Isso acontece porque além de os rendimentos não serem suficientes ou compatíveis com nossos esforços ou formação, a falta deles nos impede também de honrarmos os nossos compromissos financeiros.

Outro problema é quando mesmo ganhando bem, os gastos são excessivos e, por isso, as contas não fecham. Por isso, ao analisar e responder, em sua Roda da Vida, qual é o seu nível de satisfação financeira atual, terá uma dimensão mais exata do que precisar melhorar com relação às suas finanças ou se está indo bem.

6. Contribuição social (Profissional)


Essa parte da roda está destinada à percepção do quanto sua atuação profissional contribui para a sociedade. Gerar um impacto positivo na vida das outras pessoas é um fator importante para a satisfação pessoal, deve-se refletir sobre o impacto que suas ações e seu trabalho possuem no mundo.

Já parou para pensar em como o seu trabalho afeta a vida das pessoas à sua volta? Se o que faz entrega ou não uma contribuição social? Você sente que suas ações ajudam a transformar nossa sociedade e mundo para melhor? Tudo que fazemos ou deixamos de fazer impacta, direta e indiretamente na vida do outro e, por isso mesmo, devemos estar atentos à nossa contribuição.

Muitas vezes subestimamos o poder das pequenas ações e deixamos de colaborar porque acreditamos que é “pouco demais”. Contudo, tudo que você faz com amor, respeito e compaixão, traz sempre algum resultado positivo para a vida de alguém e também para a sua. Analise este quesito com carinho e veja onde você pode ajudar.

Roda da Vida – Tríade dos Relacionamentos

7. Família (Relacionamentos)





A família é o núcleo social com o qual possuímos o maior tempo de convivência. Por isso, é muito importante pensar sobre as qualidades dessas relações e sobre como elas impactam no nosso dia a dia.

como você se relaciona com pessoas próximas? É aberto com essas pessoas? Possui bom relacionamento? Como é o diálogo entre os familiares e como as dificuldades e conflitos são resolvidos?

8. Desenvolvimento amoroso (Relacionamentos)




A intimidade amorosa é importante para nosso senso de satisfação e realização pessoal. Dessa forma, essa seção do círculo está destinada à avaliação dos seus relacionamentos, além da sua autoestima e relação consigo mesmo.

)De 1 a 10 qual é a qualidade do seu relacionamento amoroso hoje? Sente-se feliz ao lado de seu companheiro ou companheira? Tem uma relação saudável e construtiva ou vivem brigando o tempo todo? E mais – qual é o seu nível de autoamor e de autocompaixão? Este quesito traz estas e outras importantes reflexões e não apenas sobre o amor a dois, mas sobre o amor individual, aquele que devemos sentir por nós mesmos.

Na prática, estas questões ajudam a mapear suas emoções e a identificar o seu verdadeiro grau de desenvolvimento amoroso atual. Assim, quanto mais conhecer a sua essência; estiver consciente de suas qualidades; confiante em ser quem é e reconhecer o seu valor como pessoa, mais terá a clareza para definir que tipo de relação você deseja ou não ter. Tudo isso é essencial para construir relacionamentos positivos e duradouros e nutrir um amor capaz de trazer crescimento, harmonia, paz, respeito, companheirismo e felicidade ao casal.

Portanto, seja bem verdadeiro quando avaliar seu momento atual no aspecto amoroso, para que de acordo com sua resposta, possa tanto manter o que está muito bom, quanto mudar o que não está tão legal assim

9- Vida Social e Lazer(Relacionamentos)

De 0 á 10 Avalie esta área se perguntando: Possui  uma rede de amigos e sentir-se pertencente a um grupo social também é essencial para uma vida equilibrada e plena. Aqui, você deverá avaliar sua satisfação com seu grupo de amigos e colegas, o quanto tempo possui para passar com eles e se esse tempo é utilizado com qualidade.Mesmo que você seja uma pessoa mais reservada, a vida social diz respeito a sua capacidade de estar em diferentes ambientes e de se relacionar amigavelmente com o outro. Para uns, representa ter uma vida agitada, com uma rotina de baladas, compromissos profissionais e um rico networking. Para outros, receber os amigos em casa, ir ao cinema com o namorado, participar dos encontros da igreja ou fazer uma reunião mais tranquila num final de semana em família.

você disponibiliza o tempo que desejaria para atividades que te dão prazer? Aproveita os momentos de lazer com qualidade?

Não existe certo ou errado, apenas o que for melhor para você, pois cada um define como vai se relacionar com as pessoas e o mundo ao seu redor. Entretanto, é importante estar atento aos extremos – agitação ou reclusão em demasia, pois cada um te limita de uma forma diferente e pode acabar lhe prejudicando. Avalie, então, se precisa ou dar mais atenção à sua vida social ou dar um tempo de tantos compromissos e busque o caminho do meio.

Roda da Vida – Tríade da Qualidade de Vida

10. Criatividade, hobbies e diversão (Qualidade de Vida)


Se divertir, descansar e se dedicar a coisas que você ama é fundamental para manter a qualidade de vida. Afinal, por mais que você goste do seu trabalho, ele ainda é uma obrigação: sua cabeça precisa de tempo para relaxar. Aqui, você deve avaliar se tem tempo para fazer o que gosta, se pode exercer sua criatividade e se tem acesso à entretenimento e relaxamento.Nem só de trabalho vive o homem. Na prática, isso quer dizer que todos nós precisamos de momentos de lazer, relaxamento, plenitude, ou seja, viver nosso direito legítimo de nos divertirmos um pouco com a vida. Estes momentos são essenciais para descansar o nosso corpo e a nossa mente, recarregar as baterias, aflorar a criatividade, repor as energias, eliminar as cargas negativas e simplesmente deixar o tempo fluir, sem prazos, condições ou regras.

Somos acima de tudo seres humanos e para nos tornarmos seres integrais, nós precisamos inclusive destes períodos mais leves e despreocupados. Neste sentido, quando foi à última vez que se permitiu relaxar? Tem se dado este direito ou raramente se permite momentos de lazer? Faça sua Roda da Vida e reflita sobre isso!

11. Plenitude e felicidade (Qualidade de Vida)





A plenitude é o sentimento de contentamento que surge em pessoas que sabem que estão aproveitando suas vidas. Você sente que sua vida tem um propósito, que está sendo vivida com qualidade? Qual é o seu senso de organização sobre sua vida e suas emoções? Nesse setor da roda, você avaliará seu nível de autoconhecimento, felicidade e senso de propósito.Existe uma frase muito sábia atribuída a Mahatma Gandhi que diz que – “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho!”. Ela nos mostra que é a forma como fazemos a nossa caminhada que nos leva a sermos verdadeiramente felizes e plenos. Talvez você nunca tenha parado para pensar se você é ou não feliz e no que te aproxima ou distância de conquistar a satisfação pessoal neste importante aspecto da vida. Quem sabe ainda você tenha passado por eventos ruins que tiraram o sorriso do seu rosto e que te fizeram duvidar do seu merecimento e capacidade de ser feliz. Entendo, mas não precisa ser assim.

Todos, inclusive você, merecem ter alegrias, prazeres e júbilos e viver momentos positivos, especiais e únicos. Por isso, mesmo que tenha vivenciado experiências não tão boas, jamais permita que a sua plenitude seja sacrificada. A felicidade é um estado de espírito maravilhoso, que alimenta nossa motivação, paz interior, autocompaixão, entusiasmo e a vontade de ir além e fazer a diferença.

Avalie em qual nível a sua está hoje ou nos últimos tempos, conscientize-se do seu merecimento e busque trabalhar para que possa ter sempre momentos plenos.

12. Espiritualidade (Qualidade de Vida)

A espiritualidade não precisa estar, necessariamente, ligada à religião (embora a religião possa ser considerada uma forma de espiritualidade). Esse campo da Roda da Vida se refere à reflexão sobre aquilo que transcende a realidade. Trata-se de descobrir o que espiritualizada significa para você e avaliar qual é o impacto que isso está tendo na sua vida.Independente de qual seja a sua religião ou mesmo se você não tiver uma, saiba que a espiritualidade é um aspecto da vida que, acima de tudo, nos conecta com as possibilidades infinitas do universo. Não temos controle absoluto sobre nada ou sabemos exatamente o que vai acontecer nos próximos minutos, horas, dias, pois a vida segue um curso, na maioria das vezes, imprevisível. Contudo, podemos escolher ser positivos e acreditar que as coisas vão dar certo, sim.

Estas também são formas de expressar a sua crença positiva em si mesmo, nas pessoas e na vida de modo geral e de exercitar a sua espiritualidade, por meios de ideias e sentimento bons e da energia poderosa que emana de dentro de você.  Portanto, ao responder este quesito em sua Roda da Vida leve em consideração tudo isso.





3. Unir os pontos

A seguinte fase implica a união dos pontos ou pontuações e a observação da forma que a sua roda da vida ganhou.



Ou colorir com diferentes cores.

É assim que geralmente faço


4. Analisar

Como usar a roda da vida? Quanto à análise dessa ferramenta, se o desenho ou forma resultantes das linhas é harmonioso e se parece com um círculo, significa que existe um nível de equilíbrio em nossa vida. Por outro lado, a forma irregular, com diversos picos, altos e baixos, revela as áreas que requerem trabalho para aumentar os níveis de satisfação. O normal ou habitual é obter uma roda com aspectos desiguais e com formato irregular que indica que o esforço e tempo investidos nos mesmos não está sendo totalmente eficaz.

5. Refletir

Uma vez identificadas as esferas com as quais você não se encontra completamente satisfeito, recomendamos que você se pergunte se realmente é importante melhorar a satisfação em uma área concreta ou se você está sendo demasiado exigente ou perfeccionista. Se a resposta é que sim, que realmente é importante para você, então é necessário mudar a abordagem ou foco adotados até agora.

6. Decidir por onde começar

Em seguida, você deve decidir em que área, dentro de todas as que necessitam ser melhoradas, vai começar a trabalhar. Nem sempre é necessário começar pela que tem uma pontuação mais baixa já que, dependendo do momento vital no qual você se encontra, pode ser melhor dar prioridade a uma que não tenha uma classificação inferior. Da mesma forma, é importante que você analise as relações ou vínculos entre os diferentes âmbitos, já que isso também pode ajudar a tomar decisões a esse nível.

7. Traçar um plano

O último passo é estabelecer um plano de melhorias e de trabalho nas áreas em que é necessário. Para isso, reflita sobre a metodologia usada até agora, qual foi usada em áreas nas quais você obteve satisfação e que aspectos poderiam ser aplicados ou transferidos para esses outros âmbitos que precisam ser melhorados. Faça um brainstorming de possíveis estratégias a seguir, estabeleça objetivos específicos e a curto prazo para chegar à meta ou objetivo final. Com base nesses passos, elabore uma planificação com listas, horários e esquemas visuais. Finalmente, realize uma revisão semanal dos objetivos e sua consecução para fazer ajustes caso seja necessário.

Para assistir todo este conteúdo em vídeo , acesse a playlist abaixo:




Fonte: 


💎 Contato: martaeunicereal@gmail.com
 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
💎 Caixa Postal 101 Caucaia-CE 
Cep: 61600-970  

Namastê!
✨✨ ✨

Se esse conteúdo Foi útil pra você, Compartilhe! ❤
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
"Conhecer a si mesmo é o começo de toda a sabedoria." -Aristotle

Nenhum comentário

Gotas de felicidade!
Adoro quando leio seu comentário!
Obrigada pelo carinho!